Os comportamentos da geração “millenial” estão a moldar a próxima geração de sistemas móveis de reserva de hotéis

Geração “Y”: o futuro das viagens

O mundo está em constante evolução: novas tecnologias, novas descobertas e, acima de tudo, uma nova geração.

Nascidos entre o período de conceção do primeiro Macintosh e a fundação do YouTube,as pessoas da Geração “Y” são, sem surpresa, moldados pela tecnologia. A forma como interagem com a tecnologia é totalmente diferente da dos outros grupos de pessoas. Este segmento da população tem a tendência de estabelecer uma relação de simbiose com os respetivos smartphones, muitas vezes considerados “uma extensão das respetivas mãos”. Um estudo elaborado pela Cisco revela-nos que 2 em cada 5 pessoas desta geração “sentiriam ansiedade e desorientação” se não pudessem utilizar os respetivos smartphones para manterem contacto. A Geração “Y” superou a geração Baby Boomers para se tornar na maior geração atualmente viva em países desenvolvidos.

Em 2016, a forma como o mundo utilizou a Internet tomou um rumo diferente: o uso da Internet em dispositivos móveis superou, pela primeira vez, o uso da Internet em desktops (51,2% em comparação a 48,7%, segundo os dados apresentados pela Techcrunch). Os smartphones estão a dominar, o universo da computação está a mudar, e as empresas tecnológicas devem adaptar-se rapidamente. As expectativas da Geração “Y” são simples: ter toda a informação e todos os dados disponíveis imediatamente e em qualquer altura nos respetivos smartphones. No entanto, existe um contraste: os desktops e portáteis deixaram de ser relevantes, e as aplicações e os websites para dispositivos móveis são a chave para o sucesso.

A Geração “Y ou os “millennials” representam, atualmente, um terço dos hóspedes de hotéis de todo o mundo, e espera-se que este valor atinja os 50% até 2020. . A indústria hoteleira está a deparar-se com uma remodelação completa da sua estrutura e, indiretamente, da forma como desenvolve a sua atividade e interage com os seus clientes atuais e futuros.

 

A Internet das Coisas (IoT)

Para além da ascensão de uma nova geração de viajantes, a IoT está a ser um fenómeno crescente. Está a influenciar a forma como trabalhamos, a forma como vivemos e a forma como interagimos com o nosso meio envolvente. A IoT refere-se a objetos que estão interligados através da Internet. A Gartner, uma empresa de consultoria,afirma que, até 2020, existirão entre 50 e 100 mil milhões de dispositivos conectados a nível mundial; atualmente, existem “apenas” 8,4 mil milhões de dispositivos.

Na indústria hoteleira, a IoT é já largamente utilizada. As velhas chaves de plástico dos quartos estão agora a transformar-se em aplicações. Os hóspedes podem agora controlar completamente os seus quartos (iluminação, A/C, TV, etc.) através dos seus smartphones. Em determinadas propriedades, as receções foram igualmente substituídas por monitores ou ecrãs automatizados através dos quais os clientes fazem o próprio check-in e check-out. Indo um pouco mais além, em alguns hotéis no Japão, os robôs até já substituíram o ser humano na receção aos hóspedes e no transporte das respetivas bagagens. Como um exemplo da utilização desta nova tecnologia, the Hotel Henn Na em Nagasaki, foi um dos percursores destes inovadores sistemas.

 

Um novo grupo de pessoas servido por novas tecnologias implica uma nova estratégia

Como uma empresa invodora,nós, na Availpro percebemos a importância da Geração “Y” e a forma como nos adaptamos às novas tecnologias. Conseguir chegar até aos “millenials” significa chegar ao futuro.

Os “millenials” têm determinadas expectativas no que toca à experiência em hotéis. Estão mais conectados do que nunca, dominam as tecnologias digitais e esperam funcionalidades de elevada qualidade embrulhadas em tecnologias inteligentes. Acima de tudo, esta experiência deve ter uma boa relação custo-benefício.

A hotelaria e, em termos mais amplos, o negócio das viagens estão a evoluir a um ritmo frenético. Torna-se imperativo perceber os novos hábitos trazidos pelos “millenials”. Para além de “uma experiência da qual não podem desfrutar em qualquer outro lugar” ser a principal preocupação, a noção de partilha (por exemplo, em redes sociais) implica um novo modelo de negócios.

A Geração “Y” está a impulsionar o boom da “viagem colaborativa”. Não têm receio de escrever críticas sobre as diferentes plataformas online e, até certo ponto, criar novas tendências de forma bastante rápida. É aqui onde reside o maior de todos os desafios: inovar com ofertas únicas para atrair novos clientes e aumentar a fidelidade. Na sua jornada de procurar sempre o melhor, a nova geração não hesita em procurar alternativas se as suas expectativas não forem correspondidas.

No entanto, a sua estratégia não acaba aqui, isto porque continuará a evoluir constantemente à medida que a tecnologia e as tendências perseguem a respetiva evolução. Continue a trabalhar nos seus produtos e serviços ao utilizar a tecnologia como o principal componente.

(Manter publicado para partilha de conhecimentos adicionais e publicações de blog)

 

Pierre Guillermain – Associate Marketing & Communication Manager – Availpro

With a Hospitality School background, Pierre specialized in Marketing and International Business to become a young marketer. As part of this always connected generation, constantly walking with a smartphone in his hands, Pierre understands the influence of millennials, technologies and how to address this brand-new market.

Categorias